quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

31 de dezembro


Hoje é o último dia do ano.
Faltam só algumas horas pra 2010 chegar, e eu venho aqui pra tentar contar um pouco do que foi o meu 2009.

Foi um ano bom, e ruim.
Amadureci pra caramba, e sei que posso olhar pra Amie do começo do ano chamá-la de pirralha inexperinete.
Hahaha.
Tá, não é pra tanto.
Mas eu cresci mesmo(não literalmente, continuo com meus poucos 1,57 de altura).
Cresci como pessoa.
Aprendi muita coisa.

Houveram momentos especiais, como meu primeiro encontro oficial com um garoto. (Uiuiui)
Momentos de estresse em casa, como as brigas com a minha mãe.
Momentos dramáticos, como as mudanças de colégio, e quando eu fui reprovada.

Se eu pudesse mudar alguma coisa, eu não mudaria nada.
"Maaas Tia Amie, você reprovou! Não gostaria de mudar isso??"
Gostar, eu até gostaria, mas eu provavelmente mereci.
Não vou começar a me passar um sermão, fiquem tranquilas.

Eu espero sinceramente que o próximo ano seja, bem melhor que o que está terminando, porque esse ano foi bem tenso, bem complicadinho.

E você, que lêem meu blog, podem esperar mais posts completamente inúteis, mas que sempre são escritos com o coração.
A linha a cima ficou um pouco gay.
Mas é verdade, hahaha.

Muitíssimo obrigada a todo mundo que lê o blog, que seguem, comentam.
Tudo isso é muito importante pra mim.
Muito, muito obrigada, saibam que vocês me fazem muito feliz.
Gostaria de poder dar a cada um um beijo estalado na bochecha.

Sintam-se abraçadas.

Feliz ano novo pra todo mundo!

Beijos e champgne pra todo mundo.

Amie

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Listinhas, listinhas!


Depois de tanto bafafá, tanto choro, e tristeza, Tia Amie está voltando a caminhar devagar.

E pra dar uma leveza ao blog, nada melhor que algumas das minhas listinhas!

Vamos ver os objetivos do ano passado que eu consegui alcaçar:

1) Lentes de contato - CONSEGUI!

2) Skate - NA TRAVE! quase consegui!

3) Camisa do Palmeiras - CONSEGUI! Duas ainda, a verde e a azul, que ficou linda por sinal.

4) Estudar - Então né ...

5) Engordar - Consegui! Estou ótima com meus 43 kg!

6) Adultecer - Creio que consegui crescer bastante esse ano.

7) Línguas - Perdi minha vaga no alemão esse ano :/

8) Sair do país - Ainda não ...

9) Aprender a sorrir - consegui! depois que tirei o aparelho, ficou bem mais fácil.

10) Emprego - Não rolou, por que meus progenitores me barraram, lembram-se?

11) Ser menos desastrada - Hahahaha, jamaais!

Objetivo pra 2010:

1) Me manter mais relaxada - passei o ano todo meio ansiosa, meio tensa, não quero isso de novo.

2) Ir a um show - acreditem ou não, eu nunca fui num show.

3) Um novo alguém - quem sabe não arrumo alguém bem bacana esse ano?!

4) Ser mais esperta com relação as pessoas - costumo acreditar demais nas pessoas, só me ferro.

5) Viajar - pra qualquer lugar, só pra respirar ares diferentes

6) Passar de ano, com honras!

7) Conhecer algum dos meus ídolos - de qualquer área.


To meio sem tempo, mas essa listinha tem continuação.

Besos amores,

Amie

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

cair, levantar, e voltar a caminhar


Esse é um daqueles dias, onde eu fico vários minutos na frente da mesma página de edição de post, e não consigo escolher bem que palavras usar.
Vou fazer o que eufaço sempre.
Ser direta, e simples.

Eu reprovei.

Ainda é bem difícil pra mim usar essa frase.
Mas é verdade.
Eu não passei, e ano que vem eu farei pela segunda vez o segundo ano.

Segunda-feira, no colégio, eu fui meio receosa, quieta dentro do carro.
Tentando me preparar para a notícia que mudaria todo meu 2010, parece que a preparação nao foi suficiente.
Quando abri o boletim e ví a palavra 'REPROVADA', o chão ficou meio mole, e eu tive que me segurar no braço da minha mãe pra não cair.

Até sair do colégio permaneci estática.
Não falava, não me movia normalmente.
Parecia uma boneca de pano, se arrastando pela calçada, tentando parecer normal.

Ao sentar no banco do carro, eu finalmente desabei.
E por alguns minutos, pensei que seria melhor eu morrer, do que ter de passar a vergonha de fazer o segundo ano de novo.

Mas graças a Deus, eu tenho uma mãe maravilhosa, que está sempre do meu lado, me apoiando, mesmo quando eu nao mereço.
Minha mãe é demais.
E coicidentemente, ela também reprovou no segundo ano do ensino médio.
É, ela me entende.

E é opr causa dela, que eu estou me mantendo tão calma.
Pelo menos por fora.
Jamais deixaria transparecer.
Meu orgulho é maior, mesmo ferido.

Esse é aquele momento em que eu digo:
Podem me apedrejar.
Eu mereço, e vou aceitar todas as pedras de peito aberto.

Eu sou uma merda.
Uma repetente idiota.

Mas a merda vai dar a volta por cima.

Ano que vem eu ainda vou estar no segundo ano.
Vou morrer de vergonha de ter 17 numa sala onde a maioria tem 16.
Mas eu mereço, e vou aceitar.

Logo tudo vai ficar bem.
Eu espero.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

amie, a vira-latas


Esse é mais um post de revolta.
Uma revolta grande, que já havia citado aqui anteriormente.

Estava eu na sala de aula, já tensa com os últimos dias de aula, ainda mais porque estava na aula de matemática.
Fui até a mesa do professor entregar minha prova, que eu prefiro nem comentar.
E ele me olha com uma cara tipo: Você é retardada? Toma remédios? Bateram na sua cabeça com um taco de baiseball?
E solta essa: "Pelas suas médias, você nao tem honrado muito sua raça."
" Que raça professor? "
" Japonesa, tirando umas notas dessas? "
Alguns segundos de silêncio.
" Não, o senhor está errado. Não é porque eu sou mestiça, que eu tenho que ser boa em matemática. " Disse eu, num tom sério, mas educado
" Não conheço nenhum nipônico que seja mau aluno. " Rebateu o professor.
" Então o senhor precisa conhecer mais nipônicos, professor. " Respondi, já não tão educada.

Encerrei a conversa e fui me sentar, bufando de ódio.
Não acredito que aquele boçal me classificou dessa maneira.
Pra começar, eu não sou descendente só de japoneses.
Não nasci no Japão, e não havia pedido a ele que comentasse nada.

Quem ele pensa que é?!

Tomara que o c* dele pegue fogo, que os bombeiros estejam em greve e que tentem apagar com um maçarico.
Hunf.

A minha vontade é gritar pro mundo: EU SOU MESTIÇA POR**!!

Vira-latas mesmo, com muito orgulho.
E viva a miscigenção.

prontofalei

Tia Amie

domingo, 13 de dezembro de 2009

agonias explicadas

Como eu disse no post anterior, estou extremamente agoniada.
E vai parecer bem idiota da minha parte, mas é um assunto meio constrangedor pra mim.
Vou ser bem direta.
Estou por um fio pra reprovar.
PRONTOFALEI!

Sei que vou ouvir muitos sermões, como tenho ouvido tanto, e sei que sou merecedora de todos eles.
Mas sei também que nasci com uma personalidade forte demais pra aceitar a opinião dos outros, e concordar com todos os conselhos que me dão.
São pro meu bem, porque afinal, se fossem pro meu mal, não seriam dados.
Agradeço mesmo, do fundo do meu coração.
Mas eu gosto de pensar por mim mesma.



Quando eu era menor, lá pelos nove, dez anos, quando eu ainda cursava o ensino fundamental, eu não sabia lidar muito bem com as pessoas.
Eu não tinha muitos amigos, pra ser sincera eu não tinha nenhum amigo.
Porque eu nao gostava muito das meninas da sala, e porque tinha medo de garotos, devido a terrorismo do meu pai com aquelas brincadeiras de 'namoradinhos' que todos os pais fazem.
Até que na quinta série, eu comecei a ter amigas, e logo comecei a ter amigos também.

Claro, até ai tudo bem, mas a partir daí, eu já não tinha mais tanto o apoio da minha mãe, já que ela começou a trabalhar mais, e já já nao me tomava lição, e nem elogiava minhas notas.
Eu tive que começar a estudar sozinha, o que não me agradava nada.

Então percebi, que podia ir bem sem estudar.

Deu certo até a oitava série, quando comecei a tirar notas vermelhas, mas ainda eram aceitáveis.
Tarde demais! Já não sei como estudar em casa.

No primeiro ano do ensino médio é que a coisa realmente pegou fogo!
Minhas notas estavam péssimas!
Resultado: recuperação em quatro matérias.
Fiquei meio em pânico, paguei aulas particulares, e fiz o impossível: tentei estudar em casa.
Passei de ano.
Alívio.

Mas agora no segundo ano, tudo ficou mil vezes pior.

Eu estava cansada de ouvir minha mãe se lamentando tanto da falta de dinheiro em casa, isso tava me deixando doente.
Aí me matriculei num colégio estadual.
Durou uma semana, e meu pai quis que eu voltasse pro meu colégio particular, onde eu estudei des dos três anos.
E eu voltei, por obediência.

No meio do ano, notando minha tristeza, e o terrível desempenho que eu vinha tendo, meu pai deixou que eu voltasse pro colégio estadual.
E lá fui eu, novamente pro colégio estadual.
Mas as coisas não correram como eu esperava.
A adaptação foi péssima.
E depois de seis mêses ainda está sendo.
Fiz amigos, e são eles que tem me mantido em pé naquele colégio.
( Um muito obrigada à Marcia, Sá, Betinho, Guto, Carlye, Bianca e Curitiba )


Não consegui subir minhas médias, e agora estou a um passo de ser reprovada.
O resultado só sai semana que vem, e isso vem me perseguindo há semanas.
Parece uma voz na minha cabeça: "Ano que vem você vai ser repetente."
"Você não vai poder ir pra faculdade, quando todos os seus amigos forem."
"Estará ralando de estudar quando seus amigos estiverem felizes sendo aprovados no vestibular."
Eu estou enlouquecendo com isso.
E não sei o que vou fazer se isso realmente acontecer.

Prefiro morrer do que repetir de ano.
Qualquer coisa é melhor do que isso.

Quem me conhece sabe, a coisa que eu mais odeio no mundo, é ser tratada como incapaz, tola, limitada, burra.
Porque eu de fato, não sou.
E é por isso que isso me constrange tanto.
Não quero ser tachada de burra.

Sou só alguém que não suporta estudar em casa, e que tem dificuldade em prestar atenção no que não acha interessante.

Eu não sei mais o que fazer.
Tento me distrair, mas a voz na minha cabeça teima em abrir a boca, e me fazer sentir a mosca do coco do cavalo do bandido.

Estou me sentindo horrível, cansada, acabada.
Vencida.


Cheers,

Amélie.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

olha 2009, tá indo embora! corre! segura! pega!


Caramba!
Já é dia 9 de dezembro!
O que significa que faltam tipo 22 dias pro ano acabar!
PASMEI!

O fim de ano tem sido angustiante.
Conto o porquê em outro post.

O finalzinho do ano se arrastando, e parece que foi ontem que eu estava lançando meus objetivos de 2009.
Tenho novos objetivos pro próximo ano.
Mas isso também merece um post específico.

Hoje vou me restringir a falar só do que foi meu 2009.

O ano começou confuso, quem lê o blog há algum tempo, sabe que eu fiquei super enrolada com as matrículas do colégio, não sabia direito onde ia estudar, mudei umas três vezes.
Tentei conseguir um emprego, e fui barrada.
Levei alguns tombos, capotes e tive quedas feias.
Mas eu me levantei todas essas vezes, afinal, ainda sou Amélie Heringer, não?
A garota mais cabeça dura do mundo, aquela que jamais/dificilmente dá o braço a torcer.
Tive minha crise de escolha de curso pro vestibular, mesmo faltando bastante tempo.
Fiz 16 anos, e comemorei dando tiros pro céu! Tá, não foram exatamente pro céu, foram tiros de tinta nos meus amigos!
Viva o paint ball!
Meu blog foi apadrinhado por Jerri Dias! Imaginem a minha cara quando ele comentou no meu blog: :O
Agora imaginem minha cara quando ele linkou meu no blog dele: :OOOOO
E quando ele me convidou para postar no blog dele : :OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
http://jerridias.blogspot.com/2009/06/cansei-de-ser-normal-blog-convidado.html

Pessoas entraram e saíram da minha vida.
Hoje mesmo uma delas saiu, e foi/ está sendo péssimo.
Eu nem to acreditando ainda.
Na verdade, fiquei sabendo há poucos minutos, enquando escrevia esse post.

Perdi completamente a linha de raciocínio.
Desculpem.

Amélie

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

tiro e queda - parte 2

Como prometido, mais algumas músicas que ganham meu coração.
Desculpem a demora, essa semana tem sido horrivel, e linda ao mesmo tempo.

Fallin' for you - Colbie Caillat

Eu tenho gastado todo o meu tempo
Apenas pensando em você
Não sei o que fazer
Eu acho que estou me apaixonando por você
Venho esperando toda a minha vida
E agora encontro você
Não sei o que fazer

Free Fallin' - John Mayer

Eu quero deslizar até Mulholland
Eu quero escrever o nome dela no céu
Quero cair livremente pro nada
Quero deixar esse mundo por enquanto

1, 2, 3, 4 - Plain White T's

A música inteira é linda, mas quem manja de inglês vai sacar
o trocadilho.

"Só existe uma coisa para fazer, três palavras para você.
Eu amo você.
(eu amo você)"
" There's 1 thing, 2 do, 3 words, 4 you, I love you (I love yoou)"
Pegaram o trocadilho?
*o*

Rosas - Replace

Se as rosas falassem e me perguntassem de quem eu gosto,
Hoje eu saberia responder.


What a wonderful world - Louis Armstrog

Clássica, e perfeita.

Say it's possible - Terra Naomi

isso poderia ser algo bonito
combinar o nosso amor em algo maravilhoso
mas o tempo é resistente, eu sei

obs: a história dessa cantora é bem bacana, em especial a história dessa música, se tiver tempo procure no youtube.

Lucy in the sky with diamonds - The Beatles

Uma garota com olhos de caleidoscópio
Flores de celofane amarelas e verdes
sobressaindo sobre sua cabeça

Shine on - The Kooks

brilhe, brilhe!
você não precisa se preocupar com o seu cabelo
pois você é linda o tempo todo

A letra é completamente insana, e linda ao mesmo tempo.

Nothing but a song - Tiago Iorc

Quero te falar sobre
O dia em que nos conhecemos e
Como eu me sinto quando você me abraça forte
Oh, e como você mudou minha vida

Fine - Tiago Iorc

Ela segura sua mão e todos os seus problemas desaparecem
Ele nunca se sentiu assim antes
Mas ele gostaria de tentar
'Entregue-se', é tudo que ele está pensando
Ela ilumina as suas manhãs
Todos os planos dele parecem tão fáceis de resolver

Flutuando com você - Padrinhos magicos

Enfrento as dificuldades, sem desfalaceer, se estou flutuando com vooce!
hahahahah, quem quiser ver o clipe clique aqui.

My girl - The Templations

Bem, você vai me perguntar:
O que te faz se sentir desse jeito?
Minha garota (minha garota, minha garota)


Palavras ao vento - Cássia Eller

Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina, paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar

O segundo sol - Cássia Eller

Eu só queria te contar
Que eu fui la fora e vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

All Star - Nando Reis

Estranho seria se eu não me apaixonasse por você
O sal viria doce para os novos lábios
Colombo procurou as Índias mas a Terra avistou em você
O som que eu ouço são as gírias do seu vocabulário


Superman - Joe Brooks

A canção é toda linda, seria injusto escolher apenas um trecho.
E essa música já foi cantada pra mim *-*



São muitas, não dá pra pôr todas aqui.
Amo fazer essas listinhas, vou fazer isso com mais frequecia, prometo.

Beijos nas mãozinhas das donzelas.

Amie

domingo, 29 de novembro de 2009

tiro e queda.


Hoje é domingo, e como não havia nada de bom pra fazer, decidi organizar minhas músicas, que há tempos estavam precisando serem colocadas em pastas com seus devidos nomes, albúns e gêneros.
Não que eu seja organizada, ou seja maníaca com essas coisas, mas sempre que eu precisava de alguma música, acabava não encontrando, ou demorando séculos pra achar.
Voltando ao início.
Estava eu organizando as músicas, e fui encontrando algumas canções que eu não ouvia há eras.
E me deparei com o segundo pensamento : Putz, se alguém cara cantasse essa canção pra mim, me ganharia fácil!
E foram aparecendo outras, e outras.
Então trouxe algumas aqui pra mostrar pra vocês.

Exagerado - Cazuza

"Amor da minha vida
Daqui até a eternidade
Nossos destinos
Foram traçados na maternidade

Paixão cruel desenfreada
Te trago mil rosas roubadas
Pra desculpar minhas mentiras
Minhas mancadas "


Dias de luta, dias de glória - Charlie Brown Jr.

"Oh minha gata, morada dos meus sonhos
Todo dia, se pudesse eu ia estar com você
Já te via muito antes nos meus sonhos
Eu procurei a vida inteira por alguém como você"

Uma criança com seu olhar - Charlie Brown Jr.

"Mas se for pra falar de algo bom
Eu sempre vou lembrar de você"

Banana Pancakes - Jack Johnson

"porque você é minha pequena senhorita
senhorita, senhorita, me ame
porque eu amo deitar com você, sua preguiçosa"

Apple - Joe Brooks

"maçã, você nem mesmo sabe
como sua risada tem um gosto tão doce
oh, maçã
eu agradeço as estrelas por você ter caído tão perto"


I find the light in you - Joe Brooks

A música é inteira perfeita.

Doughters - John Mayer

"Eu conheço uma menina
Que põe cor dentro do meu mundo"

Tchubaruba - Mallu Magalhães

"Se você vier aqui, eu direi tchubaruba
Se você estiver "pra baixo", eu direi tchubaruba
Se você não sabe onde eu estou, eu estarei tchubarubando
Se você não sabe quem você é,
Você pode tchubada, você pode tchubaduba"

Machbook Romance - Story of a girl

"Essa é a história de uma garota
Seu lindo rosto que ela escondeu do mundo
E enquanto ela fica lá tão triste e solitária
Eu absolutamente amo ela"


Shesgotstyle - Nevershoutnever!

"Você tem sonhos
E por isso, eu acredito em você
Todas as pessoas da cidade pequena com seus garndes comentários
Eles podem falar da minha estrela de cinema
Ela tem estilo"

Kiss me - Sixpence none the richer, ou New found glory, amo as duas.

"Beije-me longe da moita de cevada
Todas as noites junto à verde, verde grama
Balance, balance, balance o degrau giratório
Eu irei usar aqueles sapatos e você usará aquele vestido"

All my love - The Beatles

"Feche os olhos e eu irei te beijar
Amanhã sentirei saudades de você"

Logo mais, a parte dois!

Beijos, e suspiros.

Amie

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

estou crescendo.


Hoje fiz uma faxina na parte mais obscura do meu guardarroupa, (novo acordo ortográfico continua me deprimindo) a parte superior, onde eu guardo todas as tranqueiras possíveis.
Coisas de praia, malas, sapatos velhos, roupas de inverno, brinquedos antigos...
E acabei encontrando uma coisa que quase me fez chorar, (tá me fez chorar, mas levem em conta que eu estou de tpm) eu encontrei uma caixa com fotos da minha infância.
É tão surreal olhar aquilo.
Pensar que aquela menininha miúdinha, mirradinha, cresceu, e hoje se tornou uma criança grande.
E é estranho pra mim, porque a minha irmã tem um ano e meio, e ela é uma mini cópia de mim, e eu fico imaginando como será que vai ser quando ela crescer.
Será que eu vou acabar me tornando uma irmã velha e chata pra ela?
Pior que isso! EU VOU FICAR VELHA! E esse é um futuro certo.
Tenho uma vida inteira pela frente, mas cada minuto parece que já é passado.
Como se eu fosse ficando velha, e nem percebesse!
Um dia vou olhar no espelho e dizer: AMIE, VOCÊ JÁ TEM 50 ANOS!
Tenho que admitir, isso me dá um pouco de pânico.
Imagina só, eu envelhecendo!

Porém, a velhice nos traz coisas boas.
Sabedoria, lembranças, netos, entrada gratuita no onibus, enfim.
javascript:void(0)
Eu tenho mesmo medo de ficar velha.
É estranho, porque eu sempre achei que era 'gente grande', e quando olho pra trás velho quão imatura eu era.
Será que daqui alguns anos eu vou achar que a Amie de dois mil e nove era imatura?
Bem provável.

A vida é uma coisa muito estranha.


beijos, abraços e um salve pra galera da xurupita.

Amie

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Convidado de hoje: Armando


Olá! Eu sou Marcos Chiesa e esse é mais um dicas...
MENTIRA
Meu nome não é Jhonny, meu nome é Armando e eu sou um dos únicos amigos da Amie que ainda não apareceu no blog dela! Então cá estou hoje para fazer um post mais que especial com a minha participação!

Esses dias uma amiga minha, a Patrícia, também conhecida como períneo, veio me perguntar o que eu pensava sobre ela por um piercing! Simplesmente (após analisar varias fotos) respondi que não combinava e que se ela quisesse ser diferente, que NÃO colocasse piercings, nem fizesse tatuagens.
PRONTO, entrei em um tema polêmico. Mas o que eu realmente penso é “Quer ser diferente? Então não faça tatuagens, nem piercings, nem body art, nem coloque aquelas bolinhas de silicone embaixo da pele para parecer que sua pele é saltada”.
Afinal, muitas pessoas, no intuito de se diferenciarem do resto do mundo, de se rebelar, de se mostrar, de vários outros motivos, colocam alguma coisa no seu corpo. Mas se quase todos fazem isso, qual é a utilidade desse protesto? Não me posiciono contra tatuagens e o resto, só acho que, se for pra fazer, faça por algum motivo que valha a pena!
Não acho brega você tatuar o nome do filho no pescoço, nem fazer uma estrelinha no braço, uma florzinha na barriga, um tribal na coxa, uma coroa de espinhos no buço, sei lá, só acho que se for pra fazer, faça alguma coisa que você goste, e que realmente valha o que você vai pagar pra se furar, ou pintar sua pele.
Mas enfim, estou aqui a pedidos Amie, não estou aqui para julgar se vocês devem ou não fazer tatuagens, colocar piercings, colocar aquelas bolinhas de silicone embaixo da pele, colocar pedaços de metal no couro cabeludo, se transformar em um (quase) tigre, enfim!
Muito obrigado pela paciência! E eu gostaria de agradecer à Amie, por me dar essa chance única de estar aqui. Gostaria de agradecer a minha família, que me deu o computador de onde eu escrevo agora! Também gostaria de agradecer à Paty, por ter perguntado sobre o piercing no nariz dela, que eu achei que não ia ficar bom.
Só isso! Até a próxima, ou não! :)

Esse post foi baseado nessa conversa:

Paty: quero colocar piercing no nariz de novo
Paty: o que vc acha?
ärmando (: : nao sei
ärmando (: : mas qual?
ärmando (: : aquelas pontinhos ou aquelas argolinhas?
Paty: antes eu queria o pontinho que parece um strass
Paty: agora tava pensando na argolinha
Paty: vc acha feio?
ärmando (: : eu nao gosto da argolinha
Paty: vc não gosta de nada
ärmando (: : e o pontinho acho muito adolescente rebelde que quer parecer legal
Paty: shaushauhsuahsa

contato :http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=18183723980983511969

domingo, 15 de novembro de 2009

eu não concordo!


Faz um tempo estou pra postar sobre isso.
Mês passado ganhei de presente de um amigo do colégio uma foto no orkut dele:

Ele encontrou na rua um hidrante com meu nome e tirou uma foto.
Legenda : Girl who arrived suddenly became 'popular' and took my place of "weird." Context all teachers caused jealousy and discodiva but still like this girl.

Algo como ' garota que chegou de repente sendo 'popular' e tomou meu lugar de 'esquisito'. Contestou todos os professores, causou inveja e discórdia, mas eu ainda gosto dessa garota.

O Curitiba é um cara legal.
Estranho, admito, mas é legal.

Vamos direto ao ponto. "Contestou todos os professores (...) gerou discórdia..."

Na real, eu nao me acho contestadora, até acho que engulo muito sapo.

Vamos à outro episódio :

Um vez eu estava com um problema péssimo com uma amiga, tava muito angustiada, e fui sentar mais pro fundo da sala, a fim de dormir um pouco.
Pus os fones e tentei, inutilemte, dormir.
Até que o professor me chamou, e eu nao ouvi, na segunda vez ele chamou mais alto e eu atendi, então ele me mandou ficar em pé senão ia dormir.
No momento em que eu levante o mp3 que estava no meu colo caiu no chão.
"Me dá isso."
"Não, eu demorei muito pra conseguir." eu implorei pra ele nao me tomar o mp3.
O mp3 que eu tinha juntado dinheiro há tempos pra comprar, o mp3 que me custou um mês de trabalho no mercado.
Óbvio que não adiantou, só consegui ser colocada de carteira e tudo na porta como castigo.
No intervalo tentei conversar com ele, o que acabou em gritos e uma garota correndo escada a baixo com um mp3 nas mãos.
"Devolve isso!"
"Não!"

Acabei devolvendo depois de muita insistencia.
E fiquei sem ele quase seis meses.

Acham que em algum momento ouvi uma palavra de consolo?
Claro que não.
Mas lembro bem o que uma das meninas da sala disse: "Você nao pode ficar discutindo com o professor. Se ele falou você tem que abaixar a cabeça, e acabou "

Fim do episódio.

Não, não é assim que funciona pra mim.

Se eu não concordo com alguma coisa, eu nao simplesmente mastigo e deixo pra lá.
É como ver coisas erradas acontecerem e não fazer nada.
Por que eu deveria ficar calada diante de coisas que eu não concordo?

Tudo bem, as vezes eu exagero nas discussões com os professores, mas eu tenho direito de me expressar da maneira que eu quiser.
Agradeço a Deus por não ter me posto nesse país da época da ditadura militar, possivelmente nem estaria mais viva.

O fato é que eu sou uma revolucionária por natureza, e dificilmente vou abaixar a cabeça perante idéias que eu nao acho corretas.

Eu bato meu pézinho, faço bico, berro, e argumento muito bem obrigada.

Seria hipocresia da minha parte desistir assim dos meus ideais.

As únicas pessoas que conseguem fazer meus ideais desaparecerem são meus pais.
E mesmo assim tem horas que eu não me aguento e solto alguma coisa que não devo.

Questiono, e discuto mesmo.
Hunf.

Por hoje é só pe-pessoal.

beijocas nas nádegas.

Amie

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

quem sou eu?! eu sou a amie!

Típica filosofia orkutiana.
Já que eu tenho dificuldade de responder essa pergunta, saí por ai perguntando pros outros, quem eu sou, taí o resultado.

Camila, amiga de longa data e uma das melhores : a Amie minha melhor amiga, a Amie viciada em McFly, a Amie que sempre me ajuda, a Amie tosca, a Amie dedicada, a Amélie Heringe que eu nunca vou conseguir descrever direito por ter tantas qualidades e defeitos. Resumindo, acho que vou dizer que você é simplesmente a minha Amélie , aquela que é muito além do que os olhos podem ver.

Aline, amiga, cunhada e líder de célula : you're my little love! voce é meu xuxuzinhu, meu docinhu, minha bahkazinha preferida.

Paty, amiga, uma das melhores e também de longa data: a perinaum mais legal do mundo, pq? pq é com vc que eu posso contar, é com vc que eu divido meus momentos de alegria e tristeza, vc que me apoia, me aconselha, me fala a verdade. sei que sempre posso contar com vc, esteja onde estiver, e vc sabe que tb sempre pode contar comigo. juntas desde a 5ª série, qnd vc veio falar comigo no primeiro dia de aula, ainda na fila. vc nunca tinha conseguido ser a primeira, mas saiu de lá e vai até o final falar comigo. um gesto simples, mas que nunca ninguém tinha feito por mim e que valeu mto. sem contar que a gnt se combina em mta coisa, com apenas um olhar já sabemos o que a outra está pensando. Vc é a amiga, a companheira, a fiel, aquela que eu quero que esteja comigo sempre.

Júlia, amiga recente, porém muito querida :uma menina linda, de Deus, fofa, criativa, qe escreve os melhores textos, excelente amiga, te amo

Marlon, meu amigo pitelzinho: a minha japa q eu amo tanto e que me faz rir e q faz eu virar pop pelo brasil todo omg como eu amo ela

Amanda , amiga dos melhores abraços :a menina que eu mais amo dar abraço de urso do mundo !

isa, amiga carioca mais linda :huum.. ah cara, é dificil, vc é uma pessoa com quem eu sei que vou conversar e vai ser agradavel, que tempraticamente os mesmo gostos que eu, que me faz ri, que uma fofa.. é bom saber que mesmo morando longe se tem alguem que vc tem certeza que vai vir falar contigo e talz.. vc é bem especial, pq se nao fosse, eu nem me lembraria de ligar na hora do show do Mcfly só pra vc ouvir danny jones ao vivo.. hahahaha

Georges: a japinha mais gente boa, a unica que me entende e minha BEST

Beto, vocalista da replace : ela é doida!

Caio, primo mineiro: ela é paranense.

Giovanni, snoopy, um cachorro que me abandonou, mas eu amo pra caramba:oh japonesinha folgada
as vezes ela esqece da tamanho dela e pensa q eh gente grande
kkkkkkkkkkkkk
rabiscava o braco dos otro, furava minhas borracha, isso quadno nao me cobrava um arquinho sem vergonha q eu qebrei
ahauhshaushausas
aaaaah, mas agora eu to im londres e ela nao
muahahaha
conforme se com a minha partida viu

Jones, vocalista da Trinity :A deusinha nipônica mais fofa desse mundo ;)

Liury: ex-colega de sala com quem eu adoro brigar.



Isso ainda não acabou, eu ainda vou colher mais opiniões!

beijos, queijos e brisas de verão.

ps:Sou eu na foto, eu gosto dela me define bem, boba e sem noção.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

confissões de amélie - prontofalei.


Tem coisas que não precisam ser contadas.
Mas eu sou o tipo de pessoa que não aguenta ficar com aquilo dentro do peito.
É como um um espinho, dói e incomoda ao mesmo tempo.

Vamos a mais uma listinha da Amie.

Las confissões:

* Eu era fã de rebelde - Não só uma fã, eu era A FÃ. Tinha cds originais, posters, um album semi completo, não perdia um dia da novela, fiz aulas de espanhol online, e pra constrangimento geral da nação, eu fazia parte do fã clube oficial da banda no Brasil.


* Usava sandálias da Carla Perez e da Sheila Carvalho - Sem brincadeira, tive váários tamanquinhos das musas do 'é o tcham', porque eu era alérgica a chinelos com vão de dedo, e dificilmente encontrava outros sapatos no meu número, já que meu pé era (e ainda é!) minúsculo.


* Não sei ser sexy comendo melancia - São poucas as frutas que eu aceito, e melancia é uma delas. O problema é que eu pareço um animal selvagem comendo melancia.
Fico com o rosto todo rosa, melecada de melancia.


* Ligo o ar condicionado e me cubro! - Não que eu tenha ar condicionado no meu quarto, (seria tão bom!) eu durmo no quarto do meu irmão nos dias de muito calor.
É bem idiota, tanta gente passando calor e eu ali toda cobertinha e aconchegante.
Mas gente, é que de madrugada é muuito frio!



* Não consigo segurar risada - Já tentei vários métodos diferentes, morder a língua, morder o lábio, ou tocar o céu da boca com a língua, mas nada dá certo, eu sempre acabo soltando aquela gargalhada nas horas mais impróprias.



* Sou uma fã incondicional de mcfly - Não me envergonho disso. Conheço a banda há anos, dês do primeiro single no topo da paradas britânicas, quando escutei o solo na introdução de ' 5 colors in her hair ' eu soube que aquela banda ainda iria fazer muito sucesso.
E to cagando pro que tão dizendo. Cagando baldes.


* Sou complexada com a minha bunda - Sabe aquela história de ' as damas primeiro ' ??
BALELA! Os homens já fazem isso com o intuito de poder olhar pras bundas das mulheres. E eu sei disso porque me sinto super mal, super ridícula e constrangida quando noto um cara olhando pra minha bunda, porque eu sei que ele pode ficar lá o dia todo e não vai encontrá-la.
Minhas nádegas me fazem infeliz.


* Hoje vou tirar o aparelho! - Quase dois anos com esse sorriso metálico, mas valeu a pena, agora vou poder sorrir sem ter de levar a mão a boca, por vergonha do meu sorriso. Na verdade, eu ainda não aprendi a sorrir, mas estou torcendo pra aprender logo.


Por hoje é só pe-pessoal.
Beijos nas bochechas coradas de vocês.

Amie

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

post ao melhor estilo adolescente de ser.


Olááá coolegas!
Hoje resolvi escreever como uma guria da minha idade!

Então queridas, amanhã é sexta feira, e eu tenho que comprar a apostilinha nova de biologia, mas tá cara pra caramba! UMA FA-CA-DA! Vocês não fazem idééia!

Ontem começaram os ensaios pro trabalho de artes, e adivinheem??!
EU VOU DANÇAR ROCK ANOS 60!
AAAAH!
QUE TUUDO!
Vestido de bolinha e tudo menina!

AH! Deixa eu contar a última pra vocês!
Sábado eu vou num show!
Não é o mááximo??!

GEENTE, PAÁRA TUDO!
Vocês lembram daquele menino LINDO que estuda naquele outro colégio super badalado??
ELE VOLTOU A ME DAR BOLA!
AAAAHHH

Ontem no ensaio acreditam que eu quebrei a unha??
ÉÉ! UM HORROR MENINA!
Na verdade quem quebrou foi o Guto (da entrevista abaixo), porque ele é super pé de valsa, nem me derrubou milhões de vezes.

Sabem, agora pouco parei pra filosofar uma filosofia super filosófica.
Fiquei pensando eu comigo, pra mim mesma: Cara, pra onde vão os cabelos??
Tipo, a gente corta, mas pra onde eles vãão??
O_O


Agora se vocês me derem licença, vou ali pentear meu cabelo e medir meus peitos pra ver se eles aumentaram.

beijinhos!


ps: A autora se divertiu muito escrevendo isso, e todos os fatos são verídicos, exceto a parte da filosofia capilar hahahaha.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Amie entrevista - Mais meninos! parte 3

Essa semana tem sido corrida!
Vamos logo ao assunto.

O entrevistado de hoje é o Guto.
Paulo Augusto tem 16 anos, é o aluno mais inteligente da minha sala, e o maior pontuador do colégio na olímpiada nacional de matemática.
Uma boa companhia, Guto me acompanha à biblioteca todos os dias, dono de um vocabulário tão amplo quanto o meu, ele ainda tem tempo pra trabalhar e ir à igreja.
Como eu já disse a ele uma vez, "Um dia vou poder me gabar dizendo que andei por esses corredores do seu lado, e ninguém vai acreditar em mim."

A: Guto, você ocupa, merecidamente, o posto de aluno mais inteligente da sala, qual o segredo?
P: O segredo é estudar, estudar e estudar.
É claro que outras coisas também contribuem para a aprendizagem de conteúdos como: momentos para descanso e vida social. Dessa forma se tornar o aluno mais inteligente da sala é um posto que qualquer um pode alcançar.
C: Pra que estudar se um dia eu vou morrer? Brincadeira, queria eu ter força de vontade assim.


A: Você sempre foi esforçado assim?
P: Não. Nas séries iniciais eu tirava boas notas mas não gostava de estudar. Somente a partir do 2° Colegial que passei a levar o estudo realmente e sério, pois via que minhas notas escolares não se refletiam nos resultados obtidos em simulados de vestibulares.
C: Não dá pra imaginar um Guto menos nerd.


A: Você é o único aluno da escola que lê livros de matemática, o que acha disso?
P: Isso apenas demonstra o motivo da carência de profissionais na área das exatas para seguir carreira científica no Brasil. Mas ainda assim creio que não sou o único aluno que lê livros de matemática na escola, apesar de ter certeza que são poucos os que o fazem.
C: A biblitecária pro Guto: "Você pega livros ... estranhos" Hahaha.


A: Por que você acha que matemática é fácil e poesia é complicada enquanto para mim [Amie] é totalmente ao contrário?
P: Apesar de gostar de matemática ela é também um desafio para mim, porém tenho mais vontade de resolvê-lo que tentar entender o sentido de uma poesia. Isso porque a poesia como forma de linguagem e expressão possui diversos significados implícitos o que gera uma divergência de acordo com o ponto de vista do leitor, diferente da matemática que busca ser o mais compreensível possível. Certo físico disse uma vez: “Os poetas escrevem para não serem entendidos”.
C: Sou melhor com palavras do que com números, não me condene por isso.


A: Você é um menino muito recado, quase tímido. Qual foi a coisa mais ousada que você já fez ou disse para uma garota?
P: Essa é uma pergunta complicada de se responder pois a coisa mais ousada que eu disse certamente foi em segredo e deverá permanecer assim.
C: Ah safado! Hahaha, será que por trás desse Guto quietinho e tímido há um Guto safado e conquistador?


A: Você tem possivelmente um futuro brilhante pela frente, o que vai fazer da vida? P: No momento pretendo estudar Ciência(s) da Computação, ou fazer um curso na área das exatas (Matemática, Física...). Há momentos que penso em fazer direito, mas creio que essa não é a profissão certa.
C: Direito ??? Agora me surpreedeu!


A: Você me humilhava muito na guitarra tem alguma música ou solo favorito?
P: Eu não te humilhava, já que estávamos no mesmo nível de aprendizagem. Existem vários solos que gosto, mas um deles é o solo da música Glória do Oficina G3, interpretado por Juninho Afran. É claro que isso muda rapidamente com o tempo.
C: Humilhava sim. Eu na introdução ainda, e você lá longe solando feito um Slash da vida.


A: Diga algo sobre mim.
P: Pessoa educada, feliz e em quem sempre se pode confiar.
C: Feliz = Boba


A: Hebe Carmargo ou Oprah Winfrey?
P: Essa é uma pergunta muito complexa, e pode-se dizer que não pertence ao conjunto dos números reais =).
C: Resposta típica do Guto.


A: No dia que você tiver um filho e ele não apresentar o mesmo amor pela matemática, vai ser uma grande decepção?
P: Não, apenas quero que siga a carreira que goste.
C: Os filhos do Guto terão pesadelos com números.


A: Manda um salve ae pra galera da xurupita, pras minhas leitoras, pra sua mãe, uma declaração de amor, qualquer coisa.
P: Bom dia.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Amie entrevista - Mais meninos! parte 2

Mais um dia, mais uma entrevista, mais um guri pra respoder as minhas perguntas e saciar minhas curiosidades.

O entrevistado de hoje é Humberto.

Humberto Lucas, vulgo Betinho, tem 16 anos e estuda comigo.
É uma das pessoas que fazem a ida a escola valer a pena.
Posso dizer com certeza, que é o cara mais disputado da sala, e é também o grande motivo do ódio das meninas da minha sala sobre mim.

Let's go!


A: As meninas da nossa sala me odeiam, por nos darmos bem, e eu vejo você todo dia se desdobrando pra dar atenção pra todo mundo, o que você acha dessa disputa pela sua atenção?
B: Não posso negar que apesar de todos os contras, eu acabo gostando disto, se eu não gostasse eu ia mandar todas se foder e arranjaria amigas menos loucas. Mas não sei porque, meninas loucas me atraem ...
C: O clima na sala é ótimo, vocês nao fazem idéia.


A: Você já passou por alguma situação ruim, ou estranha por ser filho de professora?
B: Claro, ano passado foi o pior, primeiro ano no Bilac, primeira semana de aula e já haviam descoberto que a professora de biologia era minha mãe ¬¬'
Fora a pegação no pé por parte dos professores, sempre acontecia das meninas da sala chegarem na minha mãe perguntando se tava namorando e tals...
Acho que se eu tiver que listar tudo eu poderia escrever um livro.
C: TENSO.


A: Três coisas que você odeia, e por quê?
B: - Bêbados - já bebi, mas nunca fiquei bêbado, acho rídiculo
- Novelas - e odeio mais ainda as modinhas que elas criam, HARE BABBA!
- Grande parte dos meus professores - bando de alienados
C: Concordo com tudo, principalmente com os bêbados, e a coisa piora quando o bêbado fica "carinhoso" e vem querendo te agarrar, odeeio isso.


A: Três coisas que você ama e por quê?
B: - Amigos(as) - como diz o senso comum, eles são a família que podemos escolher.
- Eu mesmo - pode parecer egoísmo, mas no fundo todo mundo se ama, eu só admito isso.
- Humor besta - mas .. Ronaldo já deu no saco.
C: Eu não consigo me amar, mas de resto estou de acordo.


A: Você é uma das pessoas que ainda acreditam na minha inocência, e acha graça dela, o que pensa a respeito?
B: Isso é o que você pensa. MUAHUAHAHA
C: haha, nem ri.


A: Porque você acha que as meninas sentem tanto ciúmes de mim?
B: Geralmente invasores não são bem vistos, no caso, você é a invasora.
C: TENSO [2].


A: Confidencie um segredo.
B: Fora que eu sou um gênio da matemática?
É ... quando eu era um esboço de gente, eu assistia Ana Maria Braga antes de começar os desenhos.
C: HAHAHAHAHAHAHA. eu também t.t


A: Diga algo sobre mim.
B: A única pessoa que eu conheço que ainda cai nas minhas piadinhas maliciosas, tipo o rei...
C: Não tem graça, eu fico com a maior cara de pastel quando não entendo a piada.


A: Você acha que um dia eu posso apanhar ou ser esfaqueada na escola?
B: Diz a lenda que as alunas daqui usam armas de fogo ...
C: TENSO [3]

A: Manda um salve ae pra galera da xurupita, pras minhas leitoras, pra sua mãe, uma declaração de amor, qualquer coisa.
B: Manda um salve paa..
puu...
ahhn..
paa..
é...
e pras menininhas do meu Brasil: humberto_lucas1@hotmail.com

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Amie entrevista - Mais meninos!

Essa semana vou entrevistar 4 garotos.
Um por dia, começando hoje.
Agora com a novidade dos meus comentários depois das respostas.
Quando aparecer o " C " após uma resposta, é um cométarios meu.
Sem mais delongas.

O primeiro deles é o Sapia.

Raphael, vulgo Sapia tem 16 anos, mora em São Paulo capital, tem problemas com a língua portuguesa, e apesar da gente não ter nada a ver um com o outro, nos damos bem.
Um aspirante a judeu, que me irrita muito, mas também me diverte nas horas de tédio, com seu humor estranho e seu jeito "modesto" de ser.


A: Sapia, você estuda num colégio judaico, o que é melhor e o que é pior lá?
S: O bom de estudar em um colégio judaico , acho que é o fato dos alunos terem uma fé religiosa, seguem uma lei deles , acho que isso os torna pessoas melhores, alem dos feriados judaicos , que não são poucos. Acho que não tem um aspecto negativo no colégio por ser judaico.



A: Eu sou chata, feia e te corrijo o tempo todo, por que ainda fala comigo?
S: Por que eu ainda quero te pega um dia. Investindo no futuro. Hahaha
C: Hahaha, pobre criança iludida.



A: Fortes indícios que você é gay, você é?
S: não sou gay, talvez um pouco afeminado, mas me sinto bem sendo assim , gosto de mulher mesmo , e só uma pessoa com a sua sexualidade resolvida pra poder assumir que é meio afeminado.
C: É, é gay.



A: Seu video bêbado é hilário, algo a dizer em sua defesa?
S: Todo mundo exagera um pouco às vezes, além disso nem bebi tanto...
C: Magina, pura intriga da oposição.



A: Você tem um amor próprio que eu realmente invejo, tem alguma coisa em que você não gosta em sí mesmo?
S: Sim, por incrível que pareça eu tenho defeitos, sou baixo, odeio meus dentes e nasci na cidade errada. Deuses também tem defeitos.
C: Oh, ele tem defeitos! ; O



A: Uma vez você me disse que nao queria ter filhos, por que isso?
S: porque crianças são chatas, insuportáveis e irritantes além do que dão muito despezas.
C: Posso cortar seu bagos então?



A: Você tem amigos LINDOS,RICOS E MUITO GALINHAS, o que pensa a respeito?
S: Lindos , você que esta dizendo, ricos, não escolhi meus amigos pelo dinheiro(apesar de que no futuro pode ajudar), galinhas , a vida tá ai pra se divertir.
C: Essa juventude de hoje ...



A: Diga algo sobre mim.
S: Você é louquinha pra ficar comigo.
C: Oh droga, sou tão transparente assim? I want you, i need you, oh baby, oh baby.



A: Tem algum grande sonho?
S: Meu sonho é conseguir me catar um dia.
C: O_O'



A: Manda um salve ae pra galera da xurupita, pras minhas leitoras, pra sua mãe, uma declaração de amor, qualquer coisa.
S: Queria primeiramente agradecer a oportunidade dessa entrevista, consegui acha um espaço na minha agenda apertada.
Para a tristeza das gurias (adoro fala guria, tão legal) meu coração já tem dona. Camis eu te amo, apesar de você estar um pouquinho longe, isso só impede que te veja, mas não que eu te ame. Te amo lesada.
E Amie, se você me implorar muito, muito, um dia quem sabe eu realizo seu sonho e te pego.
MSN: raphaelsapiensa@hotmail.com
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=tr&uid=9351811832433072339
C: U-AL, olha minha cara de quem quer ser ‘pega’ por você, #.#.





Sapia e eu durante a entrevista. Clique na imagem para ampliá-la.
Levem em consideração que tem chovido muito, e que eu estava meio doente, por isso a cara de morta.

Beijos me liguem!

ps: Aguardem as outras entrevistas! Estão ficando ótimas!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

dia das crianças


Como é de costume, vim aqui pra falar de mim, do meu umbigo e do meu nariz.

Hoje, dia das crianças, me fez lembrar de como eu era quando era criança.
Acho que eu amaria me conhecer quando era criança.
Não tinha muitos luxos, mas fui muito feliz.

Uma criança inquieta, que gostava de brincar na terra, de empinar pipa com a mulecada da rua de baixo, amava ficar sentada na janela do quarto da minha mãe contando os vagões do trem que passava atrás da casa.

Levava uma vida calma na rua da pracinha.
O que me atormentava mesmo eram as alergias.
Tive uma infância meio hiponcondríaca, tomava muitos remédios, e tinha que passar muitas pomadas, cremes, óleos, enfim.

Era uma criança com vários dons artísticos: eu sabia cantar todas as músicas das chiquititas, sabia as coreografias também, fazia belas obras em tinta guache, e era uma escultora de mão cheia com o barro do quintal, derretia velas colocava tinta na parafina e derramava sobre pedaços de madeira, fora meus dotes químicos na mistura de vários shampoos e condicionadores, ou de alguns cremes com pomadas.

Passei grande parte da minha infância na frente da televisão.
E não me arrependo, aprendi muito com ela.
Gostava de tudo um pouco: desenhos, novelas, telecursos de línguas, fantástico, mas principalemten documentários, sobre qualquer assunto, fora os filmes que eu alugava aos montes na locadora.

Soube filtrar bem o que a tevê me oferecia, e me dei bem com isso.

E des de pequena já tinha minhas listinhas:

* meu ator favorito era robbie willians

* minha autora, ruth rocha

* meu vestido favorito era o azul, estampado.

* programas como, disney cruj , castelo ratimbum, X tudo, beakman ...

* minha heroínas eram Mulan e Bela.


Queria poder falar mais, mas tô com pouco tempo.
Se vocês lembrarem de alguma coisa, comentem! Vou amar ler :)

Cruj cruj cruj, tchaau!

ps: sou eu na foto! com 4 anos, usando meu vestido favorito, o azul estampado!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

sou feliz, sou londrinense, sou do paraná.


Nasci em Londrina.
E sou muito feliz por isso.
Sou pé vermelho com muito orgulho.

Caipira?
Talvez, nao me acho capira.
Há quem diga que meu sotaque é horrível.
Esse 'R' puxado. poRta, caRne, beRnaRdo.

Posso ser sincera?
EU AMO MEU SOTAQUE!
É uma coisa tão única, tão regional.
Como se fosse algo de dentro de casa sabe?
Meu sotaque é como um quadro que fica na sala de casa, e difere ela das outras salas, algo que eu olho e falo: 'Essa é a minha casa'
Algo que eu posso, com toda certeza do meu coração, chamar de lar.
(Isso foi tão gay, hahaha)

Mas é sério, eu amo Londrina, e amo meu Paraná.
Como voces sabem, eu nao sou lá muito patriota. (Estou tentando, ok?)
Espero um dia ser.
Voltando ao meu Paraná, eu defendo demais a minha terra.
Sou quase uma Bozena londrinense.

Tenho tudo que preciso aqui.
Os melhores cereais, um céu azul perfeito, ar puro (ou quase), o melhor tererê, o clima é bem ameno,o transito é bem organizado, e você pode sair na rua a noite com tranqüilidade (tá, nem tanto).

Claro, há sempre aquele curitibano que gosta de zoar com um londrinense.
" Veio lá do noRte pioneiRo"
" E vocês curitibanos adoram um leitE quentE."

Amo Curitiba também.
Mas acho muito complicada, só sei andar no centro, e muito pouco.


Pode me chamar de caipira, o Paraná é e sempre vai ser minha casa.
E ponto final.

Beijos, abraços e apertos de mão.

Amélie do Mato Heringer

sábado, 3 de outubro de 2009

alguém viu um pé de meia, ou um pedaço de queijo por aí?


Aquela sensação esquisita, que vem do nada.
Não sei se todo mundo tem isso, mas des de pequena eu fico pensando em almas gêmeas, e se elas realmente existiam.
Ficava pensando, que talvez a pessoa perfeita pra mim, aquela que me completaria nas qualidades e nos defeitos, poderia estar pensando em mim naquele mesmo instante.
Como se alguém, em algum lugar do planeta estivesse internamente conectado comigo, alguém em sintônia.

"Será que a minha parte que falta está pensando o mesmo que eu? "

O engraçado, é que eu realmente acreditava naquilo, coisa que hoje não tenho tanta certeza se é real, ou não.
Era tão mais fácil imaginar príncipes encantados na época que eu ainda fazia obras de arte moderna de guache e papéis velhos.
Não que eu tenha virado uma pedra, e não sonhe mais com essas coisas, mas é diferente.

Fica mais forte durante a noite.
Quando eu saio de dentro de casa, e deito no chão da área do fundo, e fico olhando as estrelas, e pensando, que talvez alguém esteja vendo a mesma estrela naquela hora, e pensando igual a mim, e imaginando quão bom seria poder fazer isso juntos.

"Mas ao mesmo tempo, eu sinto um medo por dentro.
E se o outro pé da minha meia morar na Conchinchina?
E se a gente nunca chegar a se encontrar?
E se ele acabar se apaixonando por outra pessoa?
E se eu me enganar e acaber me apaixonando pela meia errada?

Esses 'E se' me assustam.
Me assusto mais ainda de não saber o plural disso.

Mas, pode ser pior, e se o queijo da minha goiabada estiver perto demais, e eu nao conseguir ver?
Não, com certeza haveria um reconhecimento mútuo.
Ou não. (momento Armando, piada interna que só ele e a paty entenderão)

Me acho idiota antes de sair de casa, quando passo o delineador nos olhos e fico pensando, " será que eu vou encontrar meu queijo lá? "

E isso tudo me lembra uma música.

Hoje eu vou sair pra encontrar o amor
Espero a tanto tempo e ainda não rolou
O vento diz que é hoje em meio a multidão
Que eu vou encontrar a dona do meu coração
Ai sempre..
Sorrir e chorar e ter alguém pra compartilhar
Sempre..
Viver para alguém que me ama e dividir
Sempre..
Felicidade e amor...
Então

Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar

Eu não conheço todas as flores
Mas vou mandar todas que eu puder
Vivemos tempos de loucos amores
Só é feliz quem sabe o que quer

Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar

Fico pensando onde está você
E se você estaria pensando em me encontrar
Como sou, onde estou, e onde quero chegar?
Como sou, como é que vai ser, e onde vou te levar?
Mas se você me ver, pode acenar pra mim
Já pensou que louco te encontrar assim?
Eu vou na boa vou na fé sei que vou te encontrar
E quando eu te encontrar nós vamos comemorar!

Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar
Me encontra, ou deixa eu te encontrar"

Ai ai, charlie brown é tão nostalgico.
Escuto des de pequena.
Se um dia eu encontrar o 2 do meu 22 eu aviso voces.

beijocas melecadas na bochecha.


ps: um abraço pro Rodrigo T. Santiago, fiquei emocionada com seu comment, muito obrigada, mesmo! (perdão, perdão, e perdão! Tenho um amigo com o mesmo sobrenome, confusão mental na hora de escrever ;X )

Amélie Cheia de Vergonha Heringer.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

os garotos da minha vida


Sim, o título é a versão em português de 'riding cars with boys' da drew berrymore.
Eu realmente AMO esse filme.
Voltando a minha vida irrelevante.
Decidi listar hoje os principais garotos da minha vida.
let's go!

Fulano nº 1 - Eu tinha 5 anos quando a gente se conheceu. Era o menino mais lindo da pré escola.E acredite ou não, as menininhas já babavam nele.
As pequenas guriazinhas morriam de inveja de mim com ele, na casinha do parquinho, quando ele era o pai , sempre me chamava pra ser a mãe.
E como era muuito maior que eu, depois da ed. física ele costumava me pegar no colo e me rodar!
Ahh, bons tempos.
Ele se mudou pra Itália, e eu nunca mais o ví.
Cresceu, ficou feio, e metido.

Fulano nº 2 : Foi beem depois. Da 6ª pra 7ª série.
Antes disso eu era bem focada nos estudos.Sempre uma das mais aplicadas.
Deixava os garotos pras já biscates da minha sala.
Da 5ª em diante, eo relaxei.
E nunca mais fui a mesma.
Voltando ao fulando, um amigo me apresentou pelo msn.
E assim nos apaixonamos. Pelo msn.
Depois pelo telefone, e depois pessoalmente.
Ahh, ele era perfeito.
Bonito, olhos claros, aquele rostinho de príncipe, cabelo bem preto com pequenas ondulações cortado do jeito mais charmoso do mundo, e tinha um dos sorrisos mais encantadores que eu já ví.
Infelizmente nao deu certo. Sem detalhes.

Fulano nº3 : Uma paixão torrencial.
Que embora correspondida, também nao deu certo.
Ele era lerdo, e criança demais.
gosh --'

Fulano nº 4 : Um conto de fadas quase perfeito.
Ele era maravilhoso, tudo que eu sempre sonhei.
Mas morava muito longe e também não deu certo.

Fulano nº 5 : Ele era lindo!
Parecia um modelo de revista.
Mas só me via como amiga.
Foi o primeiro cara que eu gostei e depois descobri que era gay.
Trauma.

Fulano n° 6 : Uma graça! Estudava com uma das minhas melhores amigas, e ela sempre fez muito gosto que a gente ficasse junto.
Mas eu sempre soube que ele gostava era da minha amiga, e um dia eles ficaram, na minha frente.
Trauma [2].

Fulano nº 7 : Um dos melhores amigos do meu irmão.
Fui afim dele por um tempão, e ele sempre me viu como amiga.
E fico feliz por isso, somos amigos até hoje.

Fulano nº 8 : Outro colega de uma das minhas melhores amigas.
Ele era boleiro, fazia gols pra mim, hahaha.
Durou pouco tempo, porque ele era meio pervo, e falava umas coisas que me deixavam meio sem graça.
A gente é amigo hoje, gosto muito dele, e continuo achando ele uma brasa mora! Hahaha

Fulano n° 9 : Na real, eu não sei até hoje se ele é de verdade, queria poder tocar seu rosto pra saber.
Loiro, branco, branco, MUITO branco, com aqueles olhos acinzentados, e aquela maldita mania de passar a mão no cabelo.
Um dia ele me cumprimentou, tá, foi só uma vez, mas poxa, foi tipo, emocionante, ver ele acenando e sorrindo pra mim de longe.

Fulano nº10 : Esse nem era tão bonito, pra falar a verdade, era bem feinho, mas tinha uma personalidade cativante.
Meio bobo, meio tímido, e muito fofo.
Mas eu sabia que era da minha amiga que ele gostava, então nunca tentei nada.

Fulano n° 11 : Um dos mais recentes, esse foi bem duro de superar.
Toda vez que eu dizia pra mim mesma: 'vou esquecer dele!' , ele vinha com alguma coisa diferente e encantadora.
Mas era muito disputado, jamais olharia pra mim.

Fulano n° 12 : Um verdadeiro príncipe encantado, um cavalheiro, estiloso, com um sorriso fácil e simples.
Perfeito, mas eu nao posso.
Prefiro me magoar do que magoar quem eu amo.


São os que eu lembro!
Se eu lembrar de mais algum eu posto outro dia!

beijos, e brigadeiros


Amie

sábado, 26 de setembro de 2009

se o macho é alfa, a fêmea é beta?

Okay.
Todo mundo sabe da minha falta de aptidão, pra algumas(muitas)coisas.
Mas acho que a pior (depois de matemática), são os serviços domésticos.
Detesto ter que ajudar a lavar a calçada.
A calçada daqui de casa é ENORME, demora um tempão pra lavar tudo em duas pessoas trabalhando.
Claro, até o final do ano passado eu ainda levava na maciota, tinha uma empregada meio período, que arrumava minha cama todos os dias, e deixava o almoço pronto.
Mas os tempos mudaram.
E a crise chegou a casa da família Heringer.
Demitida a diarista.
AND NOW JOSÉ?

serviços que eu faço numa boa:

- arrumar a sala
- arrumar a cozinha
- secar e guardar a louça
- tirar as merlins dos cães
- varrer a casa

Mas o duro, é voce fazer, já contra sua vontade, e ainda ter de ouvir reclamações.
Não nasci pra isso.
De verdade.
Eu sei que todo mundo tem que fazer sua parte e tanz e panz, mas tudo que eu faço, tá errado, tá mau feito, foi feito com má vontade.
Poxa, nao dá prea elogiar uma vezinnha sequer??
Minha cozinha tem ficado um brinco, e quando eu termino, o que eu ouço?!
" Já acabou? Então vem pegar sua irmã pra eu terminar o almoço "

Outra coisa que me irrita, é o jeito que meu irmão é tratado.
Isso é injusto, mas é verdade.
Ele tem mais privilégios que eu, pelo simples fato de ser homem.
É assim que as coisas funcionam nas famílias tradicionais japonesas, e foi assim que meu pai foi criado.

Cara eu levo os chinelos pro meu pai todos os dias na porta pra ele.
TODO DIA!
Entre outras regalias né.
Tipo por comida pra ele, por refrigerante, pegar toalha, sair do lugar dele no sofá, deixar ele mudar de canal.
Ele é o macho alfa da casa, sacam?

Não sou muito feminista, nem tenho o costume de queimar sutiãs e tal, mas isso realmente me deixa revoltada.
Hunf.

Aqui em casa, eu sou a filha rebelde do meio, que só serve pra cuidar da caçula, a que vai mal na escola, que não serve pra nada.
O meu irmão não, ele é o irmão bonzinho, o filho obediente, que nunca questiona nada, que faz tudo que todo munde pede sem perguntar porque, que cozinha bem, que faz faculdade coitadinho.

Olha bem, escervendo esse último parágrafo, ele chegou e me deu um murro no ombro.
E um murro do meu irmão, nao é exatamente um toque de borboleta.
Ele tem 1,82 e pesa uns 100 kg.
Queria que eu deixasse ele passar pra pegar um cd que estava do meu lado.
' Saí daí. '
' Espera. '
' Saí logo que eu preciso pega o cd!'
*murro*

Por que simplesmente nao me pede o cd tá do meu lado.
Educação custa caro por acaso?
E você acha que alguém falou alguma coisa?

Pff, mas é claro que não.

E sinto em dizer isso, mas as coisas não vão mudar.
É uma cultura milenar que nem eu com toda minha intensidade de mudanças vou conseguir modificar.

beijos revoltosos


Amie.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

depois do garoto perfeito da amie...

lhes apresento: O GAROTO IMPERFEITO DA AMIE!




Coisas que me fazem correr de um menino:


* ignorância - tem que ter assunto né!

* vocabulário pobre, muita gíria, muito palavrão.

* cabelo ruim em demasia - meninos decabelo ruim, quebram meu heart.

* mau gosto musical - ninguém merece ter de escutar alguma coisa que arranha os tímpanos.

* estúpidez - homem estúpido é ó.

* nao gostar de crianças - crianças sao seres de outro planeta, e merecem respeito.

* mau cheiro - pultz, ninguém merece menino que fede.

* indecisão - num caga, e num sai da moita.

* rir : RSRSRSRS , no msn - isso irrita, sério.

* egoncêntricismo - gente que só se preocupa consigo mesmo, e só consegue ver o próprio umbigo, me dão nos nervos.

* me tratar como se eu fosse burra. - a morte pra gente que me trata como se eu fosse uma idiota.

* falta de educação - orrote na minha cara, não dou 4 milésimos pra minha faca adentrar seu bucho.

* mal gosto pra se vestir - tem que ter senso né?

* galinhagem - homem que trai, o pipi cai.

* que não tem senso de humor idiota - tem que rir das minhas piadas de pintinho.

* mandões - quer uma empregada, chame a senhora sua mãe.

* muito bombados - hahaha, acho rídiculo.


Talvez eu seja um pouco exigente.
Só um pouquinho.

Algo me diz que eu estou perto de encontrar o que eu sempre procurei.

Beijocas coloridas!

Amie.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

trakinas eternos.


Hoje o dia foi ótimo.
Até as seis da tarde.

Depois das seis, ele começou a ficar ruim, e está terminando péssimo.

Começo o post com uma pergunta que me dá vontade sentar no no chão do meu quarto, fechar a porta e ficar alí sentada encostada na porta chorando.

Porque as pessoas que a gente ama saem da nossa vida?

É tão estranho falar disso, me dá até um medinho.

Uma vez em uma festa ví uma menina chorando no banheiro, e quando a amiga perguntou a causa do choro, ela disse que tinha medo de perder as pessoas que ela amava.

Na hora eu pensei: 'pff, patética, perder pessoas é natural da vida humana'

Mas agora eu a entendendo, de verdade.

São tantos amigos meus, que eu já tive que ver indo embora, que hoje, eu acabo ficando apreensiva, e com medo de perder os atuais.

É como um pacote de trakinas.
Voçê começa a comer, e é ótimo!
É doce, e delicíoso, nada poederia ser melhor que isso!
Mas uma hora acaba, e tudo que resta é a embalagem, com o desenho da bolacha na parte de fora.

A amizade é ótima, as conversas são boas, voces se amam.
Até que um dia, algum dia, algum maldito dia, acaba.
E tudo que restam são as lembranças.

E como voces sabem, eu sou extremamente saudosista.
E posso não chorar no último capitulo da novela (até porque nao assisto novela), mas sou uma chorona quando começo a remexer nas minhas lembranças.

Dói tanto pensar que já acabou, que não dá pra voltar atrás e aproveitar mais.

'Que tema mais clichê Amie!'

Eu sei.
Mas nao consigo me conter, preciso por meus pensamentos pra fora da caixola, antes que ela exploda.
E ela está bem próxima disso.

Pacotes de trakinas nunca deveriam acabar.
E as pessoas que a gente gosta, nunca deveriam sair de perto da gente.

Eu sou o tipo de pessoa que antipatiza com facilidade.
Sou chata mesmo, se eu não gosto de uma pessoa eu definitivamente não gosto daquela pessoa.
Mas quando eu gosto, essa pessoa vai ficar enternamente marcada em mim.
Meus amigos são como fragmetos de mim.
E cada fragmento de Amie é muito importante, quando um deles se vai, tudo fica cinza e confuso.

A idiota saudosista vai tentar tirar um cochilo.

beijos nas testas de voces.
xxxx

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Amie entrevista: Caio C . !

Pra quem ainda nao conhece, Caio C. é o baterista da banda Replace.
Tia Amie recomenda.
Os guris sao ótimos!
Me admira que ainda nao tenham virado o novo nx-zero.
Sem mais delongas.

A: Você toca bateria há quanto tempo? sempre teve essa ambição de ter uma banda?

C: Eu toco bateria desde os meus.. hunm, acho que 15 anos! to com 22 hoje, até que é um tempinho né?
Nunca tinha me imaginado tocando algum instrumento, até o dia em que toquei bateria a primeira vez... eu gostava muito de cantar antes, ainda bem que comecei com a bateria! haha.. a partir do primeiro ensai da minha vida eu soube que era isso que queria pra mim.

A: Você e os meninos tem fã clubes espalhados pelos lugares mais distintos, que vão surgindo com uma rapidez incrível, como vocês lidam com isso?

C: A gente só fica sorrindo! A ficha não cai sabe? Não sabemos bem o porque disso acontecer... sempre lutamos para que as pessoas pelo menos ouvissem falar no nome do Replace, e agora elas mesmas vã oatrás de saber o que acontece com a gente e com a banda.. é incrível dude!


A: Fale um pouco sobre o "Onde foi que eu errei".

C: SOu apaixonado por vídeo, filmes, filmadoras.. foi um jeito de juntar tudo isso com música sabe?
segredo: o Onde foi que eu errei é uma paradinha muito pessoal minha.. as vezes ele demora meses pra sair porque não estou na vibe de fazer sabe? é!

A: O melhor de ter uma banda, e o pior.

C: Pra mim a parte positiva é estar fazendo o que mais gosto de fazer ,subir no palco e ver a galera gritando, ouvir sua música na boca dos outros.. é tudo doido e insano demais!
O pior? tem desvantagens.. igual todo trabalho. É meio chato ver ter que correr at'ras de coisas novas e aguentar concorrencia de outras bandas que nem sempre sabem ser felizes como você... tem gente que não entende que tem espaço pra todo mundo ai fora. Besteira né?


A: Descreva cada um dos meninos em uma palavra.

C: Beto - Risada!

Pe A - Carinho

Vine - Inteligencia

Koala - Vontade


C: HAHA sou? aeee!

Volta e meia me empolgo com alguém.. mas acho que penso demais em trabalho sabe? Uso todo meu tempo para o Replace, quero ter cosnciencia limpa e saber que fiz tudo que estava ao meu acontece para a banda acontecer... Dai as vezes deixo relacionamentos em segundo plano... na real mesmo acho que já tenho o grande amor da minha vida, só não sei se é hora agora, tenho medo de estragar tudo por agir antes da hora...

A: Começo de banda é sempre meio conturbado, como foi o começo da replace?

C: bem dificil! ninguém queria deixar a gente tocar em shows, porque ninguém conhecia a banda.. tenso!
Pagamos muito dinheiro para tocar em shows vazios, ficamos sem grana nenhuma no bolso por muito tempo.. mesmo assim sempre acreditamos. Não fomos atrás de trabalho nem nada porque já sabiamos que um dia iriamos viver do Replace, e isso finalmente está para acontecer!



A: Como seria a sua mina do conceito?

C: Loira de olhos azuis e bem doida!
ou morena de olhos cor de mel e bem esperta!
ou... tá, a verdade é que não faço idéia!

cada pessoa é de um jeito e todo mundo tem algo apaixonante.. então depende, não vale a pena limitar como a pessoa pode ser =D


A: O que há de melhor no Caio C. ?

C: Acreditar muito no que quer, no que parace impossivel, força de vontade... bondade... amor! haha


A: Quero queimar seu filme, hahaha, fale alguns defeitos de Caio C.

C: sou temimoso até o limite.. não desisto de idéias.. li uma vez em algum lugar que nossas maiores qualidade também são os nossos maiores defeitos. Acho que é bem por ai!


A: Fora ter muuito sucesso, qual outro grande sonho da sua vida?

C: Ter um mini ramp no quintal da minha casa! e ter uma casa pra poder ter o quintal e por o mini ramp nele!


RAPIDINHAS:

UM GRANDE AMOR: Mamãe e Papai!
DOCE FAVORITO: (acho que essa é meio díficil pra voce caio, pode por uns tres se quiser) Sorvete(s), mousse e torta holandesa!
UMA MÚSICA QUE TE DEFINA: The Middle - Jimmy Eat World
TIME DO HEART: é marca de relogio isso dude? o0
UM PÁIS: Canadá
UM FILME ESPECIAL: Pulp Fiction!
UMA ROUPA: qualquer uma daquela que a gente bota e pensa: "nossa adoro essa, tomara que dure pra sempre!"
UM SERIADO: e pegou! buffy a caça vampiros, dexter, scrubs, friends, todos desenhos animados do mundo...
UM LIVRO: O guia dos mochileiros das galaxias
UM LUGAR: meu quarto, a praia, qualquer casa com uma festa descolada... meu quarto!

A: Agora manda um recado pras minhas leitoras, um beijo pra mim, uma declaração de amor, o que voce quiser :)

C: aee você leu até aqui? VALEU! huhu
um beijo na pontinha do nariz pra todo mundo que é legal, e a parte importante;
nunca deixe ninguém te abater, nunca desista do que você quer.. a vida é muito curta e desistir simplesmente não vale a pena!


Amor mil desculpas por demorar séculos pra responder!
Love yaaaaaa sweet! ♥

Caio C. (:

domingo, 6 de setembro de 2009

o ciúmes


Peço desculpas pelo desaparecimento.
Calma gente, ainda não morri, não fui sequestrada, nem nada do gênero.

Létisgou!

Essa semana, relembrando os momentos mais bizarros de Heloísa, personagem de Giulia Gam em Mulheres Apaixonadas, época que eu ainda assistia novelas, comecei a me imaginar no lugar dela.
E sabem, posso nao ser uma Heloísa, mas sou uma ciumenta.
Bem ciumenta.
Mas sou uma ciumenta discreta, to tipo que por dentro tá sofrendo pra caramba, mas jamais deixa transparecer.

Ciúmes bem toscos.
Tipo o ciúmes que eu sinto dos meus amores platônicos.
Quando saiu o clipe de 'Blame' do Tiago Iorc, eu chorei demais assistindo, só por ver ele beijando aquela atriz, mesmo sabendo que eles não tinham nada. (ou não)
Me de um tapa e me chame de idiota.
'*PAAAF!* - IDIOTA!'

Obrigada.
Eu mereci isso.

O ruim do ciúmes, é que não é algo controlável, não sinto de propósito.
Talvez seja porque sou a filha do meio, a que tem menos atenção.
Essa falta de atenção é traumática.

**Flashback**

É hoje! É hoje!
Chegou o dia da audição!
Vou ser a melhor pianista de 9 anos do mundo!
Vou até usar aquele vestido rosa que eu detesto, só pra agradar minha mãe.

Horas depois.

- Amélie, você é a próxima! - Disse a tia.
Antes de entrar fiquei olhando pela frestinha da cochia do teatro, tentando enxergar, com meus olhinhos de mestiça, algum rosto conhecido.
O teatro estava cheio, óbvio que eu não ia conseguir ver ninguém.

Lá estava eu, no piano, tocando Ode à Alegria, sem nenhum erro.
Havia treinado muito pra essa audição, era a primeira vez que eu tocava em público.
Saí ao som de aplausos, olhando, como sempre , para meus próprios pés.

Fui liberada, e saí pelos fundos do teatro, e logo, entrei no mesmo, a procura de minha mãe, meu pai e meu irmão.
Ninguém.
Não encontrava ninguém.
Eles não podiam ter ido embora sem mim.

Sentar ao lado de estranhos, é constrangedor.

Ao final, encontrei minha mãe me esperando do lado de fora, próxima ao carro.

- Onde vocês estavam sentados? Fiquei procurando um tempão e não achei ninguém. - Eu disse encarando minha mãe.
- É que ... O seu irmão teve dor de barriga, e não quis usar o banheiro do teatro, então eu tive que levar ele pra casa.
- Você levou ele em casa? Então você ... não me viu tocando?
- A gente fala com a professora, pra ela deixar você apresentar só pra mim e pro papai, pode ser?
- Não, mãe. - Eu disse seca, e decidida.
Fui embora chorando no carro, me sentindo patética, tinha apresentado pra uma multidão enorme, e ao mesmo tempo não tinha apresentado pra ninguém.

Não era culpa dela.
Mas eu estava muito magoada.
Foi minha primeira,e última audição.
Larguei o piano no mês seguinte.

** Flashback **

A Heloísa pelo menos rodava a baiana dela, eu nem isso consigo.
Faço aquela pose, de quem não está nem aí.
Resumindo, o ciúmes é um grande bolo fecal fétido, que teima e boiar na minha vida.

É isso galere!
Tia Amie ama vocês!

Beijos nas testas!


Amie

sábado, 29 de agosto de 2009

post modesto.

Ontem fiz um teste da capricho, e fiquei intrigada com o resultado.

Resultado:

Entre 8 e 14 pontos
Você é uma menina que tem personalidade e é ousada para muitas coisas. Mas, ao mesmo tempo, tem um jeito fofo e comportado. Justamente por isso, seria a namorada perfeita. Uruul!

????????

WOT?!

Eu nunca tinha parado pra pensar se eu seria uma boa namorada.
Mas o resultado me fez pensar.
E eu cheguei a conclusão, de que eu realmente seria uma boa namorada, não digo perfeita, mas acho que seria uma boa companheira.

Tenho muitos (alguns) dos atributos que um menino procura numa guria:

- sou relaxada - carinhosa, sem ser melosa.

- sou educada - sei me comportar nos lugares certos.

- sou palhaça - idiotamente palhaça.

- nao sou muito fresca - mulherzinha never.

- nao saio por aí pegando geral - e nunca vou sair!

- faço o melhor brigadeiro do mundo! - é verdade!

- meu cabelo é lindo - a única coisa no mundo pela qual eu posso me gabar.

- sei fazer cafuné - e sei receber também hahaha.

- nao sou ignorante - tenho papo!

- sou mocinha de família - nao fumo, no bebo, e nunca fiz sexo.

- eu cheiro bem - porque eu tneho que passar hidratante toda hora, fico com cheirinho de limpo.

- tenho peitos bonitos - esse atributo foi acrescentado por um garoto que nao quer se identificar. (não que ele já tenha visto, só pra esclarecer)

- sou compreensiva - aprendi com a mamãe.

- tenho olhos de gato de botas - só o armando escapa deles hahaha.

- sou simplona - então pe fácil me impressionar com coisas simples .




óbviamente a lista de defeitos é três vezes maior que a de atributos.
mas pode falar, sou a nora que mamãe pediu a Deus, nao sou?
Hahahahaha.

Nesse momento 'sou gata.com' tive ajuda de um especialista na área.
Raphael Sapia.
Ninguém melhor em 'se achar' do que ele.
Obrigada Sapia.

beeijos crianças, durmam bem.

Tia Amie.

ps: um momento fofo, merece um video fofo.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

mais uma vez! será?



Minha cabecinha de trinta anos esta em crise.
Porque no momento ela só consegue ter seus verdadeiros dezesseis anos.
E pela milésima vez no ano, parece que eu vou mudar de colégio.

Não exatamente de colégio, vou continuar no estadual que estou agora.
Mas meus progenitores estão pensando em me matricular pra estudar a noite.
Confusão mental.
Muita confusão mental.
Motivo: minha irmã fica doente muito fácil, então minha mãe tirou ela do berçário.
Agora ela fica em casa o dia todo.
Uma babá/empregada foi contratada.
Mas a babá/empregada nao anda dando muito conta do recado.
Surge a possibilidade de dispensá-la.
E quem vai ficar no lugar da babá/empregada?
Exato, eu.

Não to reclamando,sabe.
Fora cocô, e vômito, ela não dá muito trabalho.
E são só algumas horas, eu aguento numa boa.
Mas ainda acho uma sacanagem, eu me acostumo com o povo, e tenho que mudar novamente.
Fazem quase três semanas que eu comecei lá, e agora que eu me entrosei melhor.
Porque des de que eu cheguei, eu sou a nerd da minha sala.

Justo agora que eu comecei a conversar com os caras bacanas da sala.
Os caras sao legais.
O tipo de gente que voce pode conversar naturalmente , sem se preocupar em falar besteira.
Já disse isso, e repito: homens sao excelentes amigos, e na maioria das vezes, melhores do que mulheres.

Ainda to muito confusa a respeito disso.
Não que eu me importe muito.
Nem me apeguei a ninguém, nem nada.

Sei lá, talvez eu me dê bem a noite.

Vamo vê no que dá.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

colégio novo, musicas a parte.


Detalhes irrelevantes, ou não, sobre minha entrada no novo colégio.

Fazem exatas duas semanas que eu comecei a estudar lá.
No começo foi bem estranho, sentir aqueles montes de pares de olhos sobre mim, questionando quem eu era, e o que estava fazendo lá.
Primeiro uma das meninas que eu já conhecia, me entrosou no meio das amigas delas.
As meninas emo. Assumidas, só pra constar.
Elas me receberam muito bem, foram bem legais comigo
Mas estou espandindo meus horizontes lá dentro, entao a partir dessa semana, comecei a andar com outros guris.
Gente boa há em todo lugar.

Alguns professores me deprimem, com a falta de preparação e cultura.
Mas eu fico calada.
Revoltada por dentro, mas eu sei que corrigir um professor nunca é uma boa opção, ainda mais na sua primeira semana de aula.

A estrutura do colégio é ótima, ele é enorme, cheio de árvores, tem um laguinho no meio do pátio, cheio de flores em volta.

Em termos de garotos, eu daria nota 4.
Claro que há meninos bonitos, mas eles geralmente tem namorada, ou são os 'pegadores' da escola.
Já fui pedida em casamento duas vezes, hahaha.
E recebi uma apresentação tão cordial, que na hora eu só consegui rir.
"Prazer, bela dama japonesinha, como você se chama?"
Respondi meu nome, e estendi a mão pra cumprimentá-lo.
"Encantado, eu sou Vandinho" E beijou minha mão que estava estendida, em vez de apertá-la.
E um cara elogiou meus peitos.
Super.

Uma coisa que eu realmente detestei, foram os livros.
São muitos, e são extremamente pesados, eu sou pequena, e o colégio fica há boas 9 quadras da minha casa, que eu percorro todos os dias a pé.

Sou nerd na minha sala.
Isso é bem divertido.
Sair da minha sala antiga, onde eu tinha as piores médias, e entrar em outra onde sou o exemplo de aluna perfeita.

Mas em geral, estou feliz estudando lá.

é isso.
acabou o post.

BRIIINCADEEIRA GALEERE!

Atendendo ao pedido da Coletora de Sonhos, nos comments do post passado, vou falar um pouco de cada uma das músicas que tocam ali na playlist.

Uratalk - Nevershoutnever: ela é tão a minha cara! meio boba e feliz ao mesmo tempo. A voz do Chris é tão sincera, ele canta realmente com o coração, como alguém que faz isso por prazer mesmo, sem a obrigação de fazer sucesso ou nao.

Smell ya lata - Nevershoutnever: me da vontade fechar os olhos e ficar ouvindo, e sorrindo, feito boba que sei que sou.

Trouble - Nevershoutnever: maravilhosamente fofa. me faz viajr em pensamentos.

Shesgotstyle - Nevershoutnever: gostaria de ouvir alguém cantando pra mim um dia.

Times like these - Foo Fighters: Uma das melhores versões acústicas que eu já ví.

Yourbiggestfan - Nevershoutnever: simplesmente impossível ouví-la sem cantar junto 'Sha da da da da da da da da da'


Agora sim, o post acabou.

beijos, abraços e apertos de mão.
e um big-extra beijo pro meu francesinho favorito, Kláus Prado.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

De que planeta eu vim? Marte, talvez.


Não tenho costume de postar duas vezes no mesmo dia.
Mas hoje o dia está cinza, pedindo um segunto post.
Estava eu aqui, no ócio, ouvindo meus queridos e inspiradores beatles, e tive um flashback momentaneo, que lhes conto nas próximas linhas:

'Merda de dia.
Que ótimo, chuva.
Coloquei o capuz e continuei a volta da escola.
Por que nada dava certo?
Por que as pessoas nao sao capazes de respeitar as diferenças umas das outras de maneira pacífica e natural?
Ouví passos atrás de mim.
Mas, o povo já tinha ido embora sem mim, quem ficou pra trás afinal?
Oh, nao.
Ele vai te ver com essa cara de choro, sua idiota!
Limpa o rosto, limpa o rosto!
Anda rápido, talvez ele nao te veja.
Em vão.
- Perae - ele disse chegando mais perto - tá com pressa? - disse brincado.
- Não... é só ... fome. - tentei dar um sorriso.
- Que que aconteceu? - que hora mais oportuna pra receber atenção dele.
- Nada. - Meu primeiro impulso foi me fechar - Você me acha esquisita?
- Não. - Você é diferente.
- Ás vezes, ser diferente machuca, nem sempre ser eu mesma é bom, tento nao ligar pro que tão falando de mim, mas as vezes é difícil.
- Mas isso é o melhor em você! - Não entendi.
- Como assim?
- Você é você, sem medo do que os outros tão pensando, isso é que é legal em você.
Minha mente ficou alva.
Não tinha idéia do que responder.
Enquanto as palavras ainda boiavam na minha cabeça, e eu tentava uní-las de modo que fizessem sentido, chegamos a frente da casa dele.
- Até amanhã. - E sorriu
- Até - eu acenei.
O que tinha acabado de acontecer? '

Naquele dia, eu estava me sentindo uma ameba.
Fraca, sem posição, sem saber o que fazer.
Porque de repente, ser eu mesma nao era tão bom assim.
Mas a conversa que eu tive com aquele garoto, me fez ver, que a imagem que eu tinha de mim, era totalmente difernte da que as pessoas tem de mim.
Eu me via como uma fraca, uma estranha que não se adequava bem ao planeta em que vive.
Mas ele me mostrou que ao contrário do que eu via, ele me via como alguém forte, que impunha sua personalidade, independente do pensamento alheio.
E sabem, eu fiquei feliz com isso.
Percebi que sofrer pelo que os corredores dizem, é besteira, e que na verdade, eu nao era esquisita por ser de outro planeta, eles é que são seres estranhos, que nao conseguem se adaptar a alguém com idéias diferentes, tentam me envenenar contra mim mesma.

A normalidade me assusta.

Adeus,

Amie.


ps: gostei (calada) desse garoto por dois anos seguidos, nunca tentei nada, nem ele.
hoje somos amigos.
e ainda voltamos da escola juntos, quando dá.

domingo, 16 de agosto de 2009

'hoje vai ter uma festa ...'



Post atrasado, eu sei.
O aniversário do blog foi sábado.
Um ano de pura inutilidade, e coisas nonseses.
Como presente, trago a vocês hoje, um soneto.
O meu favorito.
Espero que gostem!

Soneto 17 ~

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Ás vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.

William Shakespeare

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Amie critica : Blog - Vida de Garoto


Calma gente.
Eu sei que depois de ler esse post vão haver muitas meninas querendo me esfaquear, me apedrejar, me jogar num buraco e me enterrar.
Mas, eu nasci com uma alma crítica, e não posso reprimi-la.
Se for muito fã de alguns dos meninos sugiro ler de olhos fechados.

Descrição:

"Três meninos, três colírios, três vidas. Acompanhe o dia-a-dia de Caíque Nogueira, Dudu Surita e Federico Devito."

O blog: Muito bem produzido pelo site da capricho.

A equipe: Formada por três (bonitos, devo dizer) garotos.
Federico Devito, Caíque Nogueira, e Dudu surita.

A proposta do blog é mostrar o dia-a-dia dos três.
Que em pouquíssimo tempo, já fizeram a cabeça de muitas meninas.

Não conheço nenhum deles, mas lí o blog todo.
E tenho alguma propriedade pra falar sobre.

Vou ser honesta.
Eles são realmente umas gracinhas.
Bonitinhos, não tem erros de português, educados, bem humorados, e ricos.
Excelentes partidos, devo acrescentar.
Mas acho o blog tedioso.
Garotos bonitos e ricos, eu vejo no 'living on the edge', ou melhor, via, não passa mais.

Não há nada lá que me chame muita atenção.

Por ser um blog da revista capricho, eu imaginava mais, bem mais.

E pra ser bem sincera, eu não entendo essa devoção que as fãs dedicam a eles.
São garotos normais.
Quem comem, dormem, vão pra escola e tem espinhas.
Meninos iguais aos que eu vejo todo dia no colégio.

Eu esperava que eles mostrassem no blog, porque são especiais, porque foram escolhidos pra serem os autores.
Bem, ainda estou esperando.
Tenho certeza que eles podem ir muito mais além.
Quero que eles provem que são mais que carinhas bonitas.

Mas por enquanto, a conclusão que eu chego, é que o blog ainda é fraco.
E eles ainda tem muito a crescer.
Assim como eu, que vou completar amanhã um ano de blog, e ainda acho que tenho muito a aprender.

Pronto, acabei, agora podem me apedrejar.

beijos nas nádegas.

Amie