terça-feira, 25 de novembro de 2008

dias árvore

Hoje é um daqueles dias em que eo não queria ser gente.
Queria ser uma árvore.
Parece bem idiota, não?
É, eo sei.
Mas é verdade.
Caro leitor, feche os olhos e pense/mentalize/imagine numa árvore, com o vento batendo nas folhas, uma sombra enorme na grama, com uma fitinha de cetim vermelha amarrada num dos galhos.
É muito traqüilo.
Parece que não existe mais nada na Terra que faça passar essa calmaria.
Ás vezes, a gente vive , e nem percebe que ta vivendo.
É por isso q eo odeio rotina.
Ela cansa, parece que a sua vida se resume a fazer todos os dias a mesma coisa, eh como se você naum vivesse pra vc, você vive pra rotina, você vive pro que o mundo espera de você.
E o mundo naum é legal.
Ele naum passa a mão na sua cabeça e te chama de coitadinho.
Na real, é como viver uma obrigação.
Você deve estar se perguntando : ' Uma árvoore?! '
Eh uma árvore sim.
E cheguei a essa conclusão filosofando pra fora da sala pra variar um pouco.
Xinguei a mãe de um colega (duas aulas pra fora) e depois cheguei atrasada após o segundo intervalo( uma aula pra fora) .
Primeiro, garoto mereceu.Segundo o professor de matemática me odeia e quer me reporvar. (EO TE ODEIO VALTER, SEU CARECA DESGRAÇADO!)
E depois tive cinco provas lindas!
Bom, isso naum vem ao caso.
O ponto é : árvores devem ser felizes.
Eh isso.

beijoos da tiitia Amie Jequitibá Heringer

4 comentários supimpas:

uma empada sem azeitona...ou não disse...

Eu queria ser uma dicotiledônea!
Porque meu sonho é ter dois cotilédones e raiz axial.
(Orkut's community)
Mas pensando bem, daí eu não poderia casar com o Con né?

-Tá, parei. =X

Bjoo pee

HenriqueM disse...

Poxa, obrigado pelo aviso através do comentário. Eu SEMPRE achei que "bastanteS" não existia, mas graças a você fui pesquisar sobre o assunto e descobri algo super útil, olha só:

______________________________________
Bastante, como muito, pode funcionar seja como advérbio, sendo então invariável, seja como adjetivo, devendo então concordar com o substantivo a que se refere. Quando houver dúvida em relação a bastante antes de palavra no plural, pode-se colocar muito no lugar. Se muito for para o plural, o mesmo deverá ocorrer com bastante:

Tenho bastantes (muitos) problemas.
Elas estão bastante (muito) cansadas.
______________________________________

Obrigado. Um abraço.

HenriqueM disse...

Ah, e eu morreria de tédio sendo uma árvore. Seria o cúmulo da calmaria, rs. E nos dias atuais eu sofreria do mesmo jeito, ao ser derrubado. ^^

Armando disse...

ser uma arvore deve ser um saco...
assim como ser uma pedra, uma nuvem e um iceberg...
parado...
n posso nem respirar!
affe