domingo, 15 de novembro de 2009

eu não concordo!


Faz um tempo estou pra postar sobre isso.
Mês passado ganhei de presente de um amigo do colégio uma foto no orkut dele:

Ele encontrou na rua um hidrante com meu nome e tirou uma foto.
Legenda : Girl who arrived suddenly became 'popular' and took my place of "weird." Context all teachers caused jealousy and discodiva but still like this girl.

Algo como ' garota que chegou de repente sendo 'popular' e tomou meu lugar de 'esquisito'. Contestou todos os professores, causou inveja e discórdia, mas eu ainda gosto dessa garota.

O Curitiba é um cara legal.
Estranho, admito, mas é legal.

Vamos direto ao ponto. "Contestou todos os professores (...) gerou discórdia..."

Na real, eu nao me acho contestadora, até acho que engulo muito sapo.

Vamos à outro episódio :

Um vez eu estava com um problema péssimo com uma amiga, tava muito angustiada, e fui sentar mais pro fundo da sala, a fim de dormir um pouco.
Pus os fones e tentei, inutilemte, dormir.
Até que o professor me chamou, e eu nao ouvi, na segunda vez ele chamou mais alto e eu atendi, então ele me mandou ficar em pé senão ia dormir.
No momento em que eu levante o mp3 que estava no meu colo caiu no chão.
"Me dá isso."
"Não, eu demorei muito pra conseguir." eu implorei pra ele nao me tomar o mp3.
O mp3 que eu tinha juntado dinheiro há tempos pra comprar, o mp3 que me custou um mês de trabalho no mercado.
Óbvio que não adiantou, só consegui ser colocada de carteira e tudo na porta como castigo.
No intervalo tentei conversar com ele, o que acabou em gritos e uma garota correndo escada a baixo com um mp3 nas mãos.
"Devolve isso!"
"Não!"

Acabei devolvendo depois de muita insistencia.
E fiquei sem ele quase seis meses.

Acham que em algum momento ouvi uma palavra de consolo?
Claro que não.
Mas lembro bem o que uma das meninas da sala disse: "Você nao pode ficar discutindo com o professor. Se ele falou você tem que abaixar a cabeça, e acabou "

Fim do episódio.

Não, não é assim que funciona pra mim.

Se eu não concordo com alguma coisa, eu nao simplesmente mastigo e deixo pra lá.
É como ver coisas erradas acontecerem e não fazer nada.
Por que eu deveria ficar calada diante de coisas que eu não concordo?

Tudo bem, as vezes eu exagero nas discussões com os professores, mas eu tenho direito de me expressar da maneira que eu quiser.
Agradeço a Deus por não ter me posto nesse país da época da ditadura militar, possivelmente nem estaria mais viva.

O fato é que eu sou uma revolucionária por natureza, e dificilmente vou abaixar a cabeça perante idéias que eu nao acho corretas.

Eu bato meu pézinho, faço bico, berro, e argumento muito bem obrigada.

Seria hipocresia da minha parte desistir assim dos meus ideais.

As únicas pessoas que conseguem fazer meus ideais desaparecerem são meus pais.
E mesmo assim tem horas que eu não me aguento e solto alguma coisa que não devo.

Questiono, e discuto mesmo.
Hunf.

Por hoje é só pe-pessoal.

beijocas nas nádegas.

Amie

11 comentários supimpas:

Mandinha disse...

Eu tb não consigo ficar calada diante de situações que eu não concordo. Até com meus pais eu acabo falando coisas que rendem castigos como ficar sem meu querido, amado e idolatrado mp4, ir ao shopping com as amigas e acessar a internet. Mas eu não vou mudar meu jeito, acho que uisso pode servir muito no futuro, não deixar as pessoas fazerem coisas erradas sem ninguem questionar. NESSE MUNDO TEM QUE TER ALGUEM COM CORAGEM \o/

Gustavo Chagas disse...

raxei o bico de você pegando o mp3 e correndo do farol

saudades de bagunçar com você

marcia disse...

"O idiota fala, o bobo discute, e o sábio observa!"
as vezes manter a calma é difícil, mas temos que ser frios e calculistas, analisar o objeto e então descobrir os pontos fracos, e agir. Assim fica mais fácil conquistar o objeto em questão.

beijos =)

Anônimo disse...

Pensei em parar no inglês analfabeto que escreveram, quis muito parar no conteXtou, mas só parei no final.

Perdi 10 minutos da minha vida lendo o pior post da "Amie".

fikdik

Lhury disse...

Noas AUSHAUSHUASHUAHS

Ensina o cara a falar inglês mew.

E conteXtou é com S, como disse o colega ai de cima.

uashuahsuahsuahsuhsauha
que histórinha hein uahsuahs

Anônimo disse...

[i]"Tudo bem, as vezes eu exagero nas discussões com os professores, mas eu tenho direito de me expressar da maneira que eu quiser.
Agradeço a Deus por não ter me posto nesse país da época da ditadura militar, possivelmente nem estaria mais viva.

O fato é que eu sou uma revolucionária por natureza, e dificilmente vou abaixar a cabeça perante idéias que eu nao acho corretas."[/i]

Dormir na sala de aula, revogar a atitude de quem realmente exerce autoridade na sala e ainda achar que está certa não é ser "revolucionária por natureza".

Você deveria sim abaixar a cabeça pois quem estava errada era você, e não ele.

Marcia Furihata disse...

Quando criticas alguém é porque tem algo nele que você inveja, aqui meus caros é um blog livre, o autor escreve do jeito que ele quiser, se ele quiser errar ele erra propositalmente ou não, afinal, quem nunca errou na vida?
Se ela quer dormir na sala problema é dela, ninguém tem o poder de julgar ninguém, este é o livre arbítrio.
" Nunca foi erguida uma estátua em honra de um crítico". (Sibelius)
Deve ser por isso que eles se sentem inferiores, tentando assim destruir a classe dominante.
Você "amie" está bem a frente de seus críticos "anônimos"; preserve seus instintos, nada abala uma pessoa com gloria, a é néh?! gloria tem assento esqueci, mais e dai?
ninguem tem a ver com o meu geito de escrever, se esses "anonimos" prezam tanto a lingua portuguesa talvez devessem primeiro olhar para si.

Alinny Avelino disse...

tambem to somando o odio das pessoas por aqui por dar minha opniao
acabei de voltar de uma briga na universidade por isso
nós vivemos em um mundo hipocrita onde o certo e ficar quieta e deixar rolar como sempre rolou porque o que acontece a muito tempo nao pode estar errado
assassinatos acontecem a muito tempo e ainda nao ta certo
quem criou essas convençoes pra gente se juntar e dar uma surra nele?
beijo

Lhury, the Lhama. disse...

Bom, querido sr. Anonimo...

Antes de criticar uma pessoa, deveria realmente conhecer ela...

...se realmente conhece à ela, o que presumo que não seja verdade, deve saber que existem alguns problemas insólitos em sua vida (se acompanha o blog desde o início sabe), e que às vezes pode ser difícil pra uma adolescente lidar com isso sozinha.


Então pare de ser antiquado, sim ela errou, mas não deve ser crucificada por isso.

Desde 85 nós temos a liberdade realmente efetuada no Brasil, então pq não exercê-la?

E se o sr. Anonimo se julga o mestre do portugues, nos diga quando o sr. ganhou um lugar na academia brasileira de letras...

...ninguém é obrigado a saber de nada meu querido, um errinho ali não vai fazer diferença.


Um beijo EIMIE, DJOTA!!!

Amelie Heringer disse...

Prezado Sr. Anônimo,

Aprenda a ler, e veja que CONTESTOU está escrito corretamente.
O que está errado é o CONTEXT, que eu até notei o erro, mas preferi deixar o texto original, do jeito que ele foi escrito.

E nesse momento uso de toda arrogância que encontro dentro de mim para lhe dizer : O BLOG É MEU, E ESCREVO DO MODO QUE EU ACHAR QUE DEVO.

Jamais pedi a ninguém que acessasse meu blog, muito menos que comentasse, se tenho seguidores e comentários, é por mérito meu.

Se não está contente, retire-se.
Garanto que sua ausência não afetará nenhum dos meus seguidores, muito menos a mim.

Inté.

Maa Biccigo disse...

Nunca consegui ficar sem fazer nada diante de algo que eu não concordo, porque se eu não fizer, ninguem vai fazer para mim, e os outros tem de ver a nossa opinião antes de decidirem qualquer coisa por nós