quinta-feira, 29 de abril de 2010

Pérolas negras.

Começo hoje uma série com as melhores pérolas de um grande amigo meu.
Ariel é um rapaz de 17 anos, estuda no meu colégio, a quem eu chamo carinhosamente de Preto.
Conheci-o ano passado quando entrei no colégio, foi um dos meus primeiros amigos lá.

O fato mais marcante do Ariel, é que ele é negro, ele ama ser negro, e se orgulha muito de ser negro.
Logo vocês entenderão.



Na primeira semana de aula, a gente voltando embora do colégio:
" Preto, por que tem uma chupeta pendurada na sua bolsa? "
" Amie, eu sou um negro dadaísta, é claro que eu preciso de um chaveiro artesanal! "

Saiury, Carlye, Ariel e eu conversando sobre apelidos:
"Ninguém teve mais apelidos do que eu, sabe por que? Porque eu sou negro! Pelé, Ray Charles, Robinho, Lenny Kravintz..."

Eu e as meninas comentando sobre o cabelo mega-revolz de uma guria do colégio:
" Cabelo? Que cabelo? Você tá falando daquele gato que ela traz todo dia na cabeça?"
Quando eu chego perto dela eu escuto um: grrrwwn "

No msn:
Ariel says: escuta essa música
Envia uma música qualquer do Rappa.
Amie says: eu nao curto rappa.
Ariel says: eu sei, você é branca.

Voltando pra casa, eu falei alguma coisa que ele nao gostou:
" Pára com isso, é sério. Eu sou um negro, e estou faminto, você nao vai querer irritar um negro faminto. "

Passa um cara de moto e bozina pra ele, cumprimentando-o.
" Nossa, você conhece todo mundo né? Já é a terceira pessoa que você cumprimenta na rua hoje.
Não, é uma questão de medo entende? Se a pessoa me encara logo ela é obrigada a me cumprimentar, voce nao encara um negro. "

Todos os dias, voltando pra casa, a gente encontra uns piázinhos, que estão sempre na pizzaria onde ele trabalha, e eles sempre dizem:
" o tio, hoje eu vo la na pizzaria, falo. "
Ariel pra mim:
" Nossa, é impossível eles terem tanto dinheiro, certeza que eles passam droga dentro daquela escola, bando de traficantezinhos. "

Hoje na padaria:
" Quando eu era criança eu pedia pro meu pai comprar kinder ovo pra mim quando ele ia na padaria comprar cigarro, aí ele chegava em casa com um pacotinho, eu ia todo empolgado, quando eu abria, era paçoca. "
FAIL.

Minutos depois quando eu perguntei o preço do kinder ovo pra moça da padaria:
" 2,90"
" 2,90???!! Uma família de negros sobrevive durante três mêses com 2,90! Vamo embora daqui. "




Logo, logo eu posto uma entrevista com ele.

beijos negros.
YO YO NIGGA!

10 comentários supimpas:

Haana disse...

Passa um cara de moto e bozina pra ele, cumprimentando-o.
" Nossa, você conhece todo mundo né? Já é a terceira pessoa que você cumprimenta na rua hoje.
Não, é uma questão de medo entende? Se a pessoa me encara logo ela é obrigada a me cumprimentar, voce nao encara um negro. " A MELHOR PARTE, PQP HAUHUAHUAHU eu tenho um amigo assim também :T

Amanda disse...

Nossa esse post foi muito interessante... Agente só percebe que ainda existe essas "coisas" quando agente lê ou vê meu pai é negro e baixo ai já viu neh....
Mas meu pai nunca ligou e continuou seguindo em frente...Bjs
Sem contar que ele é bonito...rsrsr
Bjs
Amanda

Julia Melo disse...

haha, amo negros ! sou uma isaura .
muuuuuuito bom amie, vai me apresentar ele *-* beijos :*

Amelie Heringer disse...

óia esse preto fazendo sucesso.
hahaha

(:

sal disse...

pois é ASUHAIHSUIAHSIUAS
ariel negrinho fazendo sucesso *-*

Beijo, Sáa :D

Marcia Furihata disse...

éé, em casa nem padaria tem :(

Amelie Heringer disse...

IUAHIAUHAUIAHYAFSUAYGHSUIASH
nao tem marcia ):

Marcia Furihata disse...

JAMAAALLLLLLLLLL!
- Oi, tô aquii!

leticia disse...

Nossa esse post foi muito interessante.. amo negros!! ele e mt bonito[Ariel] bjx

leticia disse...

Nossa esse post foi muito interessante.. amo negros!! ele e mt bonito[Ariel] bjx